Notícias & Negócios >
Holografia Acústica identifica e caracteriza o ruído

Publicado em: 04/12/2009

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que a poluição sonora é a terceira maior causa que afeta o meio ambiente, só perdendo para a poluição da água e a do ar.



Holografia Acústica identifica e caracteriza o ruído


A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que a poluição sonora é a terceira maior causa que afeta o meio ambiente, só perdendo para a poluição da água e a do ar. Além disso, a exposição excessiva aos ruídos pode provocar perda total ou parcial da audição, insônia e estresse, entre outras doenças. O rápido crescimento das áreas metropolitanas, a verticalização, combinado com o absurdo aumento da frota de veículos e, conseqüente, efeito do trânsito e a falta de educação de muita gente amplificam o impacto sonoro e comprometem a  nossa qualidade de vida.

 

O problema é grave. Mesmo assim, pouco se faz para combatê-lo. Pior: passa até despercebido e visto como um "mal necessário", ou "faz parte do progresso" como muita gente costuma falar. Outro detalhe: seus efeitos não eram possíveis de serem identificados.  Surge, agora, uma novidade: graças à Holografia Acústica, este fenômeno passou a ser visível. Isso mesmo, hoje, já é possível identificar e fotografar o ruído. Trata-se de uma técnica inovadora que permite aos arquitetos e consultores de acústica melhores condições de combater a poluição sonora através do isolamento acústico. Esta inovação foi apresentada durante um evento inédito, o VidroSom 2009 -  1º Seminário de Soluções Acústicas em Vidro realizado no mês passado, no Museu de Arte Moderna, em São Paulo.

 

A Hololografia Acústica é uma técnica de imagens acústicas de campo próximo. Isto é, medições que permitem minimizar as perturbações do ambiente e aproveitar os efeitos de proximidades. Objetivo: Caracterizar acusticamente as janelas desenvolvidas e produzidas através da técnica da holografia. Permite determinar com alta definição a perda acústica por transmissão dos produtos e identificar os eventuais locais de vazamento de ruído em função da frequência.  Com alta definição, determina também a perda acústica por transmissão dos produtos e identifica os eventuais locais de vazamento de ruído em função da frequência. O trabalho é feito com 12 microfones que têm a missão de fazer uma varredura em toda a área da janela que está sofrendo a ação do ruído.

 

Por exemplo, quando passa um caminhão junto de um prédio ou residência, fica mais nítido quando as janelas não possuem vidros com proteção acústica. Isto é, o programa mostra por onde exatamente o ruído está passando. Desta forma, é possível identificar, ver onde você vai atuar, onde você vai vedar para impedir a ação do ruído. Você vai direto no ponto. Nós já fizemos este teste no laboratório da Atenua Som e funcionou perfeitamente.


 

Leis que regem a acústica

No seminário, também foram apresentados diversos tópicos como conforto acústico, leis físicas que regem a acústica, aplicação destas leis diretamente no vidro para isolamento do impacto sonoro em portas e janelas e a essência do vidro como isolante acústico.Na ocasião, comemorou-se também o Dia Internacional da Consciência do Ruído, uma nova oportunidade de se questionar qual a nossa contribuição na poluição sonora.

Durante muito tempo, não tínhamos sequer referências de soluções acústicas em vidros. Nos últimos anos, porém, a indústria do Vidro evoluiu muito, assim como também a indústria do alumínio, que desenvolveu o perfil conhecido com Thermal Break e que trouxe avanço no isolamento acústico.

O perfil Thermal Break funciona da seguinte forma: dois perfis de alumínio são acoplados por um perfil de Poliamida criando uma antecâmara no sistema e atuando como isolante tanto do som como da temperatura. Porém, independente do tipo de perfil que se deseja trabalhar, seja este ferro, alumínio, PVC, aglomerado de fibras ou madeira, os aspectos construtivos devem ser igualmente considerados.




Essas considerações devem ser:

a)    Uma boa vedação

b)    A aplicação precisa das Leis Básicas da Acústica

c)    As características do tipo do ruído obtido através da medição do nível de pressão sonora e espectro de freqüências

d)    As leis de massa, freqüência e comprimento de onda.

Além do mais, devem ser levadas em consideração as Leis da Fresta e da Economia. A Lei da Fresta diz que 1 mm de fresta pode representar 10% de perda no isolamento, enquanto que a Lei da Economia demonstra que o uso de materiais leves compromete o resto do isolamento.Outro ponto crucial é o momento da instalação da janela no qual o profissional responsável por essa atividade deve ser um autêntico "caçador de ruídos".

Uma obra pode reservar muitas surpresas e o isolamento de espaços indesejado como já considerados pela Lei da Fresta, deve ser adequadamente tratado. Agora é possível entender que a solução para a poluição sonora é muito ampla envolvendo governo, projetos de lei e sociedade como um todo, pois todos são responsáveis.

Desejamos que construtoras, arquitetos, consumidores finais busquem valor agregado no isolamento acústico, reconheça seus produtos como aliados e quebre o paradigma de que tudo é despesa. Almejamos conscientizar a população de que a poluição sonora é uma realidade que afeta a vida de todos. Com esta consciência, vamos virar esse jogo e garantir mais qualidade de vida.

Edison Claro
Idealizado Vidro Som 2009

Autor da palestra Tecnologia do Silêncio: Portas e Janelas Acústicas

Diretor da Atenua Som


Contato

Tel: (11) 3382-3060

Publicidade